The Thistle of Scotland -Glasgow

Quando nos inscrevemos para um intercambio, como escolhemos a cidade? Quais são os ganhos para a carreira que podemos obter em determinada localização? Quais são os ganhos pessoais de estar em uma determinada universidade?
Há 3 anos, quando enviei minha aplicação para o Ciência sem Fronteiras, eu já sabia do grande risco que seria não reaproveitar nenhuma matéria quando eu retornasse ao Brasil para concluir meu curso de Medicina. Seriam 13 meses de estudo que deveriam fazer a diferença na minha vida profissional/acadêmica- exclusivamente- sem comprovação no meu histórico escolar oficial da UFES.
Em resumo, 2012 seria o ano dos avanços na minha carreira estudantil, o ano de fazer pesquisa, participar de concursos estudantis, talvez decidir a especialidade médica que eu seguiria; e acima de tudo praticar muita medicina e adquirir muitos conhecimentos específicos nesta área e em geral.Hoje, depois do intercâmbio posso dizer que consegui tudo isso e um pouco mais: iniciei a abertura de uma patente de um modelo anatômico de olho para fins educacionais, ganhei alguns concursos estudantis, apresentei oralmente e em posteres trabalhos em congressos internacionais e atualmente coordeno no Brasil um estudo multicêntrico médico que foi iniciado por cirurgiões do UK. Sem dúvida, isto tudo foi possível por que escolhi estar no local certo e aproveitar as oportunidades.
Mas como escolher o local certo?Jogar com as probabilidades. Caso o seu foco seja despontar na carreira, conseguir um estágio em uma grande empresa, criar uma grande e valiosa rede de contatos profissionais, as cidades que tem maior probabilidade de oferecer-lhe isso são populosas e estão em grandes centros. E, se ao mesmo tempo ter opções diversificadas de entretenimento e uma melhor rede de transporte para todo o país também é uma das suas prioridades… BANG! um grande centro é novamente a melhor escolha para você.
E foi assim que escolhi parcialmente Glasgow como uma das minhas opções. Parcialmente, sim, pois há mais decisões envolvidas. Por exemplo, parei para pensar: quais são as cidades mais populosas do UK? Londres, Birmingham e Glasgow. Eu já conhecia Londres e achava o custo de vida na capital extremamente caro, então descartei a possibilidade de aplicar para lá. Não haviam cursos relacionados à medicina que eu gostasse em Birmingham, então esta cidade inglesa também foi descartada.Haviam alguns cursos que eu gostava em Glasgow, a cidade era populosa,com baixo custo de vida e ótimo transporte e ficava a 1h da capital Edimburgo…Mas o que me fez decidir completamente por Glasgow foi a receptividade dos professores, mesmo antes de eu pleitear uma vaga na Glasgow Caledonian University.
No UK não é possível alunos de Medicina fazerem práticas médicas através do CsF(no máximo matérias teóricas do curso , e eu já tinha feito todas elas no Brasil). Por isso, tentei procurar cursos parecidos com Medicina e de preferência nos quais eu pudesse ter prática e contato com pacientes. E, a GCU foi a única universidade das muitas que tentei conctatar que me enviou uma resposta positiva quanto a isso, através do coordenador do curso de Ophthalmic Dispensing, que inclusive permitiu-me pegar matérias em outros cursos de ciências visuais, com Optometry e Orthoptics. Essa resposta certeira fez que eu marcasse GCU em 2 das minhas 3 opções de escolha para pleitear vaga de intercâmbio no UK e fosse selecionada para Glasgow e decidisse que oftalmologia seria a especialidade que eu seguiria para sempre na minha carreira médica.
Chegando em Glasgow tudo foi muito legal: havia muitas oportunidades de estudo, lazer,de atividades extra curriculares, compras necessárias(haha) e amizades – que mantenho até hoje.
A cidade é maravilhosa, a residência estudantil é bem tranquila, cada um tem seu próprio quarto, e esta fica a 3 minutos da Central Bus Station(de onde saem ônibus diariamente para outras cidades do UK) e do centro da cidade.
Assim como no email os escoceses em geral são pessoas dispostas a te ajudar com informações em todos os lugares.Há inúmeros clubs na Universidade , dos quais vc pode participar pagando uma ínfima taxa anual de umas 20 libras para participar, e ter direito a treinar montanhismo, canoagem, ginástica artística, chinês e mais de 20 outras coisas…
Diversos parques encantam a cidade, que é muito parecida com o cenário dos filmes de Harry Potter.E, há também um ótimo guia, Gary que faz tour com estudantes todas as 4as feiras por 1 libra nos diversos parques e cemitérios(sim, cemitérios são tão bonitos em Glasgow que viram pontos turísticos). Há mais informações no site dele(e também depoimentos de estudantes brasileiros sobre Glasgow e a escócia):

http://www.studenttoursscotland.com/walks

Posto aqui também um link da GCU em que eu apresento a universidade e um outro estudante brasileiro apresentará a vocês um pouco do centro de Glasgow.

http://www.gcu.ac.uk/hls/studyoptions/international/internationalvideowall/

Espero que aproveitem Glasgow pela internet e depois pessoalmente. É definitivamente uma cidade que vale a pena viver e conhecer.
Um abraço,

Ana Vega Carreiro de Freitas

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s