ESR: Londres, arquitetura e a vida depois da faculdade

luiza5Hoje, a seção Embaixadores do Seu Reinado traz a história de Luiza Miranda Negri, arquiteta e ex-aluna da University of East London. Ela participou do primeiro edital do CsF em 2012 e hoje desenvolve o Formei, e agora?, um projeto super bacana que permite compartilhar experiências, dúvidas e inspirações sobre nossas carreiras. Sem mais delongas, eis o relato da Luiza! 😉

Antes de viajar eu tinha tentando não criar grandes expectativas, mas lembro que ainda no táxi, no caminho do aeroporto para a universidade, passando por Trafalgar Square eu percebi que um ano seria pouco para conhecer tudo que Londres tem a oferecer.

Eu fiz parte da primeira turma a desembarcar no Reino Unido pelo Ciência Sem Fronteiras. Eu e mais 34 brasileiros fomos estudar na University of East London. Eu, particularmente, fui estudar Arquitetura.

A UEL (University of East London) recebeu os brasileiros de braços abertos. Nos proporcionaram palestras e atividades para que nos familiarizássemos com Londres, com a cultura e com a vida acadêmica de lá. Nos levaram por tours pela cidade, ao Thorpe Park, realizaram reuniões para que conhecêssemos os diretores da Universidade, ofereceram um jantar temático, cederam espaço para nossa ceia de natal, patrocinaram nossa festa de carnaval… Enfim, foi realmente incrível – isso sem contar a estrutura que a universidade tinha.

A caminho do Thorpe Park!
A caminho do Thorpe Park!

Eu aproveitei Londres o máximo que pude e fiz muitas coisas em paralelo à universidade. Fiz curso de fotografia, de accent reduction (!), participei de palestras, shows… Fui em muitos museus, exposições, mercados e tours pela cidade (Harry Potter, Jack the Ripper, tour por East London), frequentei Meetups (super recomendo)… Não parei! A ânsia por conhecer Londres era tanta que na época eu me recusava a passar muito tempo no facebook e no primeiro mês eu só comprava comidas pré-prontas para não gastar tempo cozinhando! rsrs

luiza2
Zilvinas, nosso amigo da Lituânia, Leo, Ju, eu e Rad antes de entrarmos no Natural History Museum

Sobre o ano acadêmico: A grade do curso de arquitetura era fixa, mas por outro lado cada estudante pôde escolher a turma de projeto que desejasse. Funciona assim: existe o Market Day e nesse dia todos os alunos de arquitetura vão à universidade e os professores se apresentam. Cada dupla de professores escolhe por um tema a ser trabalhado no ano letivo e apresenta a proposta a todos os alunos. Ao final do dia, cada estudante pode escolher qual proposta mais lhe agrada e se candidatar a uma vaga naquela turma. No outro dia, os professores entrevistam todos os interessados e selecionam os alunos que melhor tem o perfil da “unit” – como as turmas são chamadas. Eu escolhi a unit C para trabalhar construções de madeira ao longo do ano.

Logo que as aulas começaram, eu lembro que fiquei muito assustada com o nível dos alunos de lá, especialmente em representação gráfica. E não é que eles sejam melhores do que nós, estudantes do Brasil. É só que a forma de ensino e aprendizado de lá é muito diferente. Coisas que nós aprendemos aqui, eles não aprendem lá e vice-versa. Então eu sabia que tinha muito a aprender e, como eu estava ali representando o Brasil e ganhando uma bolsa para isso, eu me dediquei muito. Foram muitas noites viradas estudando e fazendo projetos e finais de semana construindo maquetes.

Mas tudo valeu a pena. Aprendi a mexer com corte a laser e com máquina de corte CNC, construí um modelo na escala 1:1 junto da minha equipe. Passei 15 dias viajando pela Finlândia em uma visita técnica para conhecer a arquitetura do país. Foi realmente incrível. E foi muito gratificante chegar ao final do ano e ter meu trabalho reconhecido entre os cinco melhores da Unit.

luiza3
Toda a Unit C em visita ao Sanatório Paimio projetado por Alvar Aalto – Finlândia

Bom, o ano letivo tinha acabado e por regras do programa era hora de começar um estágio. E nesse momento, a UEL abriu um edital de pesquisas para serem desenvolvidas ao longo do verão. Fui dar uma olhada nos temas e uma em particular me interessou: não era na minha área, mas resolvi me candidatar para uma pesquisa de saúde pública, e acabei sendo selecionada! Me lembro que ainda fiquei em dúvidas se deveria aceitar, ou se não seria melhor procurar um estágio em um escritório. Afinal, ter experiência em um escritório de arquitetura em Londres poderia contar muito no meu currículo. Mas optei por ficar com a pesquisa.

E de novo, foi uma experiência incrível! Aprendi muito em 10 semanas desenvolvendo a pesquisa junto do meu orientador. Fiz muita pesquisa de campo batendo de porta em porta e pude frequentar a organização dos moradores de Sommers Town para entender melhor os problemas da comunidade. Era uma rotina muito dinâmica e eu passei a conhecer e a entender certos problemas que me passavam despercebidos pela cidade.luiza4

Ao voltar para o Brasil eu não via a hora de me formar, mas junto da chegada da formatura me veio um questionamento constante: “Tô formando, e agora? O que eu vou fazer depois da formatura?”. Eu sabia que não queria ser arquiteta, que eu poderia trabalhar em outras áreas como a experiência na pesquisa em Londres me mostrou, mas eu não sabia o que eu iria fazer – Trainee? Concurso? Vou empreender? Fazer mestrado?.

Fiquei maluca! Mas eu percebi que eu não estava sozinha, vi que muitos colegas e amigos passavam pela mesma fase. Então eu comecei a pensar em como eu poderia achar uma solução. E assim surgiu o Formei, e agora? – um projeto que reúne a trajetória de profissionais contando como foi formar e entrar no mercado de trabalho.

Tem sido muito legal empreender esse projeto, eu aprendo com cada nova história, mas a melhor parte é, sem dúvida, perceber que muitas pessoas curtem a ideia, acompanham as histórias e se identificam!

Valeu, Luiza! Boa sorte com seus projetos aqui no Brasil e continue divulgando suas experiências em Londres por aí! 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s